Free live chat porn no membership

A esteatose hepática, ou doença do fígado gorduroso, ocorre devido ao acúmulo excessivo de lipídios (gordura) nos hepatócitos (células do fígado).Esse acúmulo é a maneira mais comum que o fígado responde a uma agressão ao seu funcionamento.Para a maioria das pessoas a doença não causa sinais ou sintomas.

A esteatose é muito comum em pacientes com sobrepeso acima dos 30 anos de idade.

O fígado é invadido por uma quantidade excessiva de gordura e o tecido hepático saudável é parcialmente substituído por áreas não-saudáveis de gordura.

Nesses fígados, as células e os espaços do fígado são preenchidos por gordura, resultando em um fígado aumentado de volume e mais pesado.

Apesar de existirem múltiplas causas, a esteatose pode ser considerada uma doença que acomete aqueles com ingesta alcoólica excessiva e/ou que são obesos, sendo esses últimos resistentes ou não à insulina.

A esteatose pode ter algumas classificações, esses são alguns termos técnicos comumente utilizados: - Esteatose hepática não-alcoólica: quando a esteatose não tem o álcool como causa.- Esteatose alcoólica: tem o álcool como principal fator agressor;- Esteatohepatite: quando além do acúmulo de gordura, a doença causa uma inflamação do fígado, podendo ser causado ou não pelo álcool. - Causas químicas: drogas ou componentes químicos que podem causar a esteatose incluem o álcool, tetraciclinas, cortisona, fósforo e tetracloreto de carbono.

Dos componentes citados, o álcool é com certeza o mais agressivo quando falamos sobre a esteatose.

Inflamação frequentemente acompanha a exposição a essas toxinas e é responsável pelos sintomas associados de febre, cansaço e icterícia.- Causas nutricionais: o acúmulo de gordura pode ser decorrente de jejum prolongado, desnutrição proteica, obesidade e cirurgia de bypass intestinal para tratamento da obesidade.

Quando consideramos a obesidade, os depósitos de gordura geralmente estão associados a algum grau de inflamação e possivelmente lesões cicatriciais hepáticas.- Causas endócrinas (hormonais): inclui diabetes mellitus e fígado gorduroso da gravidez.

Em ambas circunstâncias, uma grande quantidade de gordura pode ser rapidamente depositada no fígado, ocasionando o aumento do volume do órgão resultando em dor no lado superior direito do abdome. No diagnóstico de esteatose hepática, o médico vai primariamente eliminar outras possíveis causas de doença hepática crônica, principalmente o abuso de álcool.

Exames de sangue podem ser solicitados com o intuito de dosar as enzimas do fígado.

As imagens do fígado obtidas por um exame de ultrassonografia podem sugerir a presença da esteatose hepática.